Vivência na Aldeia Piaçaguera

A Aldeia Piaçaguera e a Vivência na Aldeia convidam você para 3 dias de Bio construção e Cultura Indígena.

Serão dias de aprendizado, cantos, danças e rezas. Serão dias para por as mãos e pés na terra, pisar o barro, construir com bambu e terra, construir sonhos e nos permitir sonhar juntos.

Esta Vivência na Aldeia tem o objetivo de construir a Oy Nhanimboatuá (a casa grande, o lugar de encontros, do lugar de receber as pessoas) do Espaço Cultural da Aldeia Piaçaguera. Este espaço será onde se realizarão as atividades culturais da aldeia. Ao lado da casa de reza, é onde se vive buscando e mantendo as raízes.

Construiremos com a união de técnicas ancestrais e modernas, usando pau a pique, bambu, madeiras da mata e muito carinho.

Conteúdo:

– Boas Vindas na Aldeia: O momento da chegada e da integração, a recepção da comunidade e o momento dos cantos e danças tupi guarani.

– Introdução e noções básicas de bioconstrução: O que é e porque bioconstrução? Uma rápida troca de conhecimentos sobre bioconstrução e planos para a Vivência na aldeia.

– Escolha e retirada de bambus;

– Escolha de madeiras na mata e preservação;

– Começando uma construção:  O que precisamos levar em consideração? Noções de alicerce e estrutura.

– Pau a pique: Escolha de madeiras, estrutura, amarração e barreamento;

– Conversa ao pé do fogo: A noite, ao redor da fogueira, histórias e lendas da comunidade;

– Cantos e danças tupi guarani;

– Brincadeiras e jogos tradicionais tupi guarani;

– Acampamento

– Alimentação vegana preparada pela comunidade (alimentação baseada em grãos, raízes, verduras e legumes)

Cursco certificado com 20 horas de Bioconstrução e Tradições Indígenas

A Terra Indígena Piaçaguera fica localizada próxima a divisa  das atuais cidades de Itanhaém e Peruíbe no litoral sul do Estado de São Paulo. Seus primeiros registros são datados de 1542 quando se oficializou a primeira tomada de suas terras para uso privado por parte da coroa portuguesa. Desde então a luta para voltar a estas terras sempre foi algo constante e de muito importância. A busca pela Yve Marãey, a terra sem males, é o objetivo deste povo, de estar nesta terra e viver sua cultura em contato com a natureza.

Por muitas vezes estas terras foram tomadas, passaram de mão em mão sem nunca levarem em conta os povos que ali viviam e resistiam e que ali construíram suas historias.

No ano de 2000 algumas famílias indígenas decidiram que era passada a hora de retomar definitivamente o lugar onde seus antepassados viveram e ocuparam as terras que hoje são reconhecidas como Terra Indígena Piaçaguera e após 16 anos de lutas conseguiram a homologação de suas terras.

Hoje existem oito aldeias nestas terras, aldeias que cuidam dos rios e mata que ali existem, que cuidam dos animais e da terra e principalmente de seu povo. 

A Aldeia Piaçaguera, uma destas aldeias, nos convida para construirmos juntos parte desta historia, construindo casas de barro, construindo relações sinceras e de apoio mutuo, dançando e cantando e vivenciando um pouco da sua cultura.

Vamos?