Curso de Fitoterapia Indígena e Medicina da Floresta

O curso de Fitoterapia Indígena e Medicina da Floresta quer levar  você de encontro ao conhecimento ancestral das plantas medicinais, utilizadas por nós Indígenas. O curso em formato também de vivência dentro da Aldeia Awa Porungawa Dju, contará também com trilhas interpretativas para reconhecimentos das plantas, uma lista de 25 ervas usadas pelo nosso povo, além de cantos e danças tupi-guarani, pintura indígena, contação de lendas em volta da fogueira, garrafadas, defumação entre outros tratamentos e remédios naturais da nossa floresta.

Todo curso é baseado nas experiências vividas pelos mais velhos e as situações em que foram aplicadas. O curso é também, uma historia de vida contada pela comunidade.

Conteúdo:
– Boas vindas da Aldeia (dança e cantos tupi guarani)
– Medicina e fitoterapia indígena
– Usos internos das ervas: chás e garrafadas
– Ervas para usos externos: argila, cataplasmas, defumações e macerados
– Lista de 25 ervas indígenas, suas propriedades medicinais e usos bioenergéticos
– Preparação de  banho de ervas
– Atividade de reconhecimento de ervas medicinais na mata através de trilha interpretativa
– Preparação de garrafada
– Importância da medicina tradicional

– Construção de um espiral de ervas medicinais

– Fogueira e contação de lendas

IMPORTANTE: Curso apostilado e com certificado. Entrega de certificado com encerramento indígena.

O curso será ministrado pelo Pajé Guaíra, pelo professor indígena Dhevan Kawin e pela comunidade Awa Porungawa Dju:

Guaíra é o líder espiritual do povo tupi guarani, é ele que aconselha e cura, é o Pajé da comunidade e que cura através da sua sabedoria não só o corpo como também a mente. Hoje, com seus 70 anos, carrega uma bagagem incrível de conhecimento sobre ervas, simpatias e vida.

Dhevan, desde pequeno, sempre esteve ao lado da sua mãe nas buscas por ervas pelas matas. Seu olhar, sempre curioso e atento, foi lhe mostrando o quanto o uso das ervas ajudava seu povo na cura, tanto do corpo quanto do espirito. Este interesse foi sendo moldado pelos mais velhos, pela sua realidade nas aldeias brasileiras e pela sua fé na cura pelas ervas. Aprendeu a dar banhos e massagens em mulheres grávidas e aprendeu sobre o uso das ervas perante cada necessidade. Professor indígena desde 2009 Dhevan Kawin foi também idealizador da cartilha “Ywyrá Rogwé Ywyrá Rapó – resgatando a medicina tradicional Tupi-Guarani”, que tem como objetivo transmitir aos mais jovens a sabedoria Tupi-Guarani acerca de plantas e raízes medicinais e a incentivá-los a conhecer mais sobre a Medicina da Floresta.

A comunidade Awa Porungawa Dju fica localizada numa aldeia em frente ao mar no litoral sul de São Paulo, na cidade de Peruibe, está neste aldeamento há pouco mais de 2 anos e busca na mata e nos mais velhos a sabedoria e a cura que eles sabem nos dar.